Blog muito perto das taínhas. Como quem diz, da merda. Palavrões admitidos e desejados. Conas rançosas à légua. Muito pito fresco. Cabidelas também...

Tuesday, July 11, 2006

Contributo ao "faire pelé"

O blog do Sindicato dos Patos de Arca d'Água tem vindo a discorrer, com a elevação, acutilância e sensibilidade que caracteriza os filiados desta organização de cariz cripto-comunista laboral[http://www.patosdearcadagua.blogspot.com/] sobre a temática do "faire pelé". Ou outra merda qualquer, sei lá! Importa, porém, desde já conhecer os motivos que levaram Zidane a arrear uma tolada naquele caralho italiano, primo em décimo terceiro grau e por via colateral do Benito, aquele panasca que gostava dos Balilas. [FIAT].
Segundo um diário desportivo português, mas mouro, eis o que se passou:
Photobucket - Video and Image Hosting
Convenhamos que não há santo que resista a tamanha provocação. E provação, é claro!...

8 Comments:

Blogger Cardeal Ranzinga said...

Realmente, há coisas que nem um cristão pode perdoar quanto mais um muslim ... livra, que não podiam insultá-lo com mais violência. O Materazzi já não escapa do inferno.

10:23 PM

 
Blogger Xapato do Reitor said...

hehehehe; O Senhor Reitor está a pensar usar essa do cripto-coisos na próxima revisão do contrato com os patos.

hehehehe.

O Mata Ratos é mesmo porco, aquilo não se diz.

10:26 PM

 
Blogger Jorge said...

Sua Eminência
Perdoar ou saber/conseguir perdoar será, quiçá, a maior virtude da moral vigente judaico-cristã.
Professor/Doutor Reitor
O qualificativo ideológico/político-sectorial/em suma o que lhe aprouver [NA: nunca, por nunca, se tuteia um reitor e, sobretudo, um xapato do dito] servirá apenas como intróito à próxima homilia do secretário-geral, reitor, xapato ou, alternativa suprema, Sua Eminência.

2:28 AM

 
Blogger bombas said...

Afinal foi uma tolada?
Sempre me falaram numa marrada ([não confundir com mamada]).

9:03 AM

 
Blogger Pedro Galinhas said...

O Zinedine é uma florzinha de cheiro ófachabor! Uma cabeçada por um insulto, que é até um elogio: a mãe é puta e ele é um terrorista. Não vejo nada de insultuoso. Se alguém me disser isso eu vou até achar giro. Se calhar a verdade doeu ao Zinedine.
Eu não punia o Mataratos, senão abria um precedente. A partir daqui o futebol nunca será como d'antes. Vão acabar os insultos, os palavrões, um dos ingredientes maiores do desporto-rei, mais até que o próprio golo.
Se o futebol deixar de ter insultos, deixo de jogar e ver futebol, o que seria um motivo para luto para todos, não só para mim.

4:57 PM

 
Blogger Pedro Galinhas said...

D'O Jogo

"Materazzi negou que alguma vez tivesse insultado a mãe de Zidane, ainda antes do jogador francês vir explicar à televisão o que tinha acontecido: "Não lhe disse nada que envolvesse racismo, religião ou política. Não mencionei sequer a mãe dele. Perdi a minha com 15 anos e ainda hoje me custa falar nisso. Naturalmente que nem fazia ideia que a mãe dele estava no hospital e já agora desejo-lhe as melhoras". Materazzi já tinha reconhecido os insultos a Zidane, sem precisar o que tinha dito e ontem acrescentou que até admirava o jogador francês: "Zidane é o meu ídolo de sempre e admiro-o muito".

Com um bocado de jeito foram amantes....

5:22 PM

 
Anonymous Anonymous said...

Postar um comentário em: linguaviperina - não posto nem comento! Sob pena de disparatar!

4:24 AM

 
Blogger Dr.Lux0 said...

Mas a intenção disto é mesmo disparatar!
Quanto ao Zizou, é vergonhoso...
Bons exemplos que dão aos nosso filhos. Não me admiro que uma próxima lei do futebol proiba os insultos às mães, tias, sobrinhas, filhas, primas, animais, cobras e lagartos, ventoinhas e viraventos, e aos próprios jogadores...
Provavelmente vão proibir o publico de insultar o próprio árbitro!
Shame!

10:11 AM

 

Post a Comment

<< Home